Dicas para quem vai curtir o Carnaval em Salvador!

Fala galera, hoje vou falar para vocês um pouco sobre uma das maiores festas do mundo, o Carnaval de Salvador. Tentarei passar um panorama sobre a festa e dar algumas dicas para você que esteja indo chegar preparado para curtir.

Vamos lá:

Como funciona o Carnaval de Salvador:

Existem três maneiras de se curtir os blocos em Salvador:

Bloco

Para ir de bloco você terá que comprar o abadá, uma camisa estilizada do bloco (cada um tem a sua), você pode comprar pela internet, onde os sites mais famosos são: Folia Bahia e a Central do Carnaval ou poderá adquirir na cidade nos mercados negros que tem por lá, que vai depender de sua habilidade de negociação. Com o abadá, você terá acesso a área marcada com cordas que fica em volta do trio elétrico onde estará o artista. O caminhão irá se mover e você vai atrás dentro da área especial pelo circuito do dia (há dois principais: o Barra – Ondina e o Campo Grande). Pode-se comprar bebidas no carro de apoio, que vem atrás do carro principal (que é o que leva o cantor), ou dos vendedores ambulantes que andam ao lado da corda ou dentro do bloco. No carro de apoio também há banheiros. O circuito dura aproximadamente de quatro a seis horas.

 

Pipoca:

A pipoca nada mais é do que um bloco democrático e imenso, sem cordas nem barreiras. Para participar da pipoca, não precisa de abadá, e você pode ir andando ao lado dos blocos se conseguir. Alguns blocos são patrocinados pelo governo e saem sem corda e são muito interessantes. Você também pode ficar parado em algum local na rua só vendo os trios passarem, um local bem famoso para isso é o Beco de Ondina, mas também existem outros. A parte interessante da Pipoca é que você segue o bloco que quiser e se enjoar poderá sair e procurar outro ou parar.

Camarote:

Os camarotes são montados por todo o percurso, são lugares fixos, que possuem toda uma infraestrutura impecável. O acesso aos camarotes assim como os blocos são por meio de abadá, mas dessa vez tem uma pulseira também que te dá direito a distintas coisas dentro do camarote (open bar, comidas, massagem, etc) depende do camarote comprado. Quando cada trio passa em frente ao camarote, ele dá uma paradinha e toca umas músicas em frente.  Quando o trio segue seu rumo na avenida, o camarote coloca suas próprias músicas que depende do DJ e alguns chegam a ter shows de artistas famosos. O camarote é como se fosse uma grande boate montada no meio do carnaval de Salvador, onde você também pode ver os trios quados esses passam em frente. Quem está no camarote pode descer pra rua e voltar sempre que quiser, mas precisa ter o abadá.

Dicas:

 

 

Use tênis. Lembre-se que você vai literalmente pular Carnaval – a expressão nesse caso faz todo o sentido. E vai levar pisões, vai passar por terrenos irregulares, pode até subir em morros ou acabar na praia. Poupe os seus pés e dedos de pequenos acidentes. De preferencia para algum tênis que esteja velho e surrado, mas que conserve algo de amortecimento. Isso é bastante importante e pode fazer toda diferença no seu carnaval

Use “dolareira’’. Nada mais é que uma pochete pequena, daquelas invisíveis pra colocar dentro do shorts ou bermuda. É ali que você vai colocar seu (pouco) dinheiro e quem sabe aquele celular velho que, se for furtado, você não vai chorar tanto e levar seus documentos. A doleira é essencial para te tranquilizar, ficar preocupado com o que está o bolso durante toda a festa não rola.

Leve o mínimo possível. Leve em sua doleira somente o necessário, um documento de indentificação, o dinheiro justo para se hidratar e comer , o que é extremamente necessário e algum celular antigo só para se comunicar. Se não tiver, marque ponto de encontro com os amigos para caso se perca.

Roupa. Que sejam confortáveis, leves e bem ventiladas. Estamos no verão e a temperatura dentro do bloco aumenta e muito!

Rua ou camarote. São as duas maneiras de participar do evento, com suas vantagens e desvantagens. O camarote é bem mais confortável, porém você fica limitado a um espaço fechado, enquanto na rua você está livre para curtir o evento e assim mais desconfortável e perigoso.

Banheiro. Você vai ver banheiros químicos na lateral da rua, já na calçada. Durante a festa, se a cerveja for muita, sempre se pode ir ao bloco de apoio ou dar uma escapada às ruas laterais aos vários bares e lanchonetes..